João Mafra
Penetra surdamente no reino das palavras. Lá estão os poemas que esperam ser escritos. - Drummond
CapaCapa TextosTextos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos

REFUGIADOS
Destruíram com violência nossa pátria.
Bombas frias derrubaram as nossas casas,
mataram impiedosamente  nossa casta.
Nosso peito inerte e revoltado de ira.

Fugi para longe do terrível perigo,
navegando pelo mar bravio, me arrisquei.
Pensei encontrar proteção, novos abrigos.
Fui bem recebido, mas aqui é outra lei.

Outras lutas necessárias que tem a vida,
faminto e cansado eu me encontrei perdido.
Feliz, porém, por todo inferno que deixei.

Um alívio de liberdade sem medida.
Um futuro se descortina em nossa frente.
Com a solidariedade de toda essa gente.
João Mafra
Enviado por João Mafra em 18/09/2017
Alterado em 09/12/2018
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.