João Mafra
Penetra surdamente no reino das palavras. Lá estão os poemas que esperam ser escritos. - Drummond
CapaCapa TextosTextos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Perfil
Escrevo poesias há muitos anos, não é uma obra extensa, entretanto. As poesias foram escritas por necessidade de expressar alguma coisa em momentos diversos. São aleatórias e não têm relação entre si.

Sempre trabalhei fazendo contabilidade, há muito tempo. É o que gosto mesmo de fazer, mas sempre a poesia ficou me rondando, algumas vezes, obsessivamente, pediam para serem escritas. Cada peça teria uma história propria, um espirito proprio.

Não me considero um literato, escrevo muito instintivamente, muitas vezes sem nenhum rebuscamento, sigo apenas o que vem na mente e faço. Muitas vezes escrevi pensamentos em versos. Não eram poesia. O aprimoramento veio com o tempo, mas não permito que a técnica suplante o âmago da idéia principal.

Em 2015 publiquei meu primeiro livro: Poesias - Coletânea Poética.